quarta-feira, 21 de novembro de 2012

JOINVILLE-AURORA (SC) - 15/11/2012

Feriado e indo na contramão da maioria que prefere praia, nos deslocamos de carro para o interior, na Pousada Casa do Sol, em Aurora (próximo de Rio do Sul), vinculada a Associação Acolhida na Colônia, aonde se pratica o agroturismo ecológico.

Tudo no carro, mulher, cachorro, bike (imprescindível), nos deslocamos após almoço para a pousada.
Lá chegando por volta das 16:30 h., fomos convidados pela Dona Diedlin (proprietária da pousada), a usufruir de um café colonial que estava sendo servido a outros convidados.
O trajeto: aqui






Após um bom jantar junto com café,  pão e outras guloseimas, nada como um bom descanso aonde o único barulho presente, é o da água no encontro com as pedras no rio, que passa nos fundos da propriedade.
Dia 16: após o café, saída às 08:30h. para um pedal solitário pela estradas Ribeirão Pacas e Braço Aurora, com alguma neblina ainda presente. Passagem por propriedades agrícolas aonde a predominância é a plantação de cebola. Bastante pedra solta (eu prefiro socada) e alguns morrinhos para não perder o costume. Retorno a pousada às 12:10h.
O trajeto: aqui









Almoço, um pequeno café a tarde, jantar e descanso para enfrentar um roteiro um pouco diferente no dia seguinte.
Dia 17: saída bem cedo (06:30h), sem café (apenas com o lanche preparado a noite), para um pedal para o Morro Três Picos, que geograficamente pertence do município de Rio do Sul. Logo após 600m., uma subida de uns 2 km. aonde o empurra-bike foi a tônica do aquecimento matinal. Muitas pedras soltas e um nível de inclinação bem alto.
Passagem pela Estrada Geral Serra Taboão para chegar a entrada do morro, passando por uma trilha até chegar a base, aonde só é possível ir caminhando.
O Morro Três Picos é considerado um ponto turístico da região do Alto Vale com uma altitude de 965 m.
Na realidade o morro só tem um pico e a Dona Diedlin nos contou a história que os outros dois picos foram retirados por uma empresa de cristal de Blumenau, pois a sua formação rochosa é de uma arenito muito fino, sílica, material usado para constituição do cristal.
Na trilha fica depositada uma areia branca, bem parecida com areia de praia.
Aproveitei o belo visual para fazer o lanche da manhã, ficar em silêncio descansando um pouco.
Por sob a formação rochosa, é possível subir umas escadas e chegar a uma gruta originada pela erosão das rochas. Mas como estava só, não quis demorar muito pois a bike ficou lá embaixo sem cadeado. Apesar de não ter ninguém, sempre é bom ficar precavido.
O retorno foi pelo mesmo caminho. O trajeto: aqui
Chegada na pousada às 11:20h.













Após almoço, retorno para casa com o firme propósito de voltar outras vezes a pousada e a região.

Para quem gosta de cheiro de mato, poeira, produtos orgânicos, de ser bem tratado, é uma ótima opção de passeio/viagem.

Demais fotos em : aqui



4 comentários:

  1. Muito bom! O roteiro interiorano e o pico solo dos três picos, tudo muito bonito! E cada vez mais célebre a célebre frase célebre "eu prefiro socada"! hahahahah
    Um Grande, MR!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu prefiro socada, tanto que na volta dos Três Picos vim me cuidando ao máximo na descida do morro, para não cair e me ralar como lá por Erechim no 1. dia de viagem!

      Excluir
  2. Que show de pedal! Parabens Sr. Heil! Essas paisagens bucólicas me remetem à infância, quando passava as férias escolares no sítio da vovó Mentika. Belíssimas fotos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como vivi em sítio até os 8 anos de idade e meus avós e tios paternos também (sempre os visitava), estes são lugares que me fazem muito bem.

      Excluir