domingo, 30 de junho de 2019

Cachoeira do Piraí e Duas Mamas 29/06/2019

Hoje foi o dia de pedalar com o Éder Strutz, que reside em Antônio Carlos/SC e que veio de Balneário Camboriú para fazermos um pedal pela região. Como o Éder gosta muito de cachoeiras e galgar morros, programamos alguma coisa nas proximidades. O Éder tem uma série de vídeos no YouTube que são bem legais.
Horário combinado na Expoville, eu já estava bem antes no local e acabei surpreendendo o visitante, que também chegou cedo.
Em torno de 07:10h. partimos para o primeiro ponto a ser visitado: a Cachoeira do Piraí. Passamos pela Estrada do Atalho, parte pequena da Estrada dos Morros e depois Estrada do Salto I.



Ao chegarmos na Cachoeira do Piraí o tempo ainda estava nublado e como não chove muito nas últimas semanas, a lâmina de água que desce pelo paredão de +/- 160 metros, é bem pequena.



A Usina do Piraí, inaugurada em 1908, recebe visitas de no máximo 15 pessoas sempre aos segundos sábados de cada mês. Maiores detalhes e informações obtive aqui.

Enquanto estávamos no local, fomos surpreendidos com a chegada do grupo de pedal de Joinville, Die Fernfharer, com quem pedalei algumas vezes anos atrás, popularmente conhecido como os Amarelinhos (em função da cor predominante da roupa) que se reúne a uns 25 anos. O grupo já ultrapassou os 100.000km. pedalados. As saídas são sempre aos sábados às 06:30h. 

Foto de Ivan Frederico Hudler.

Conversado um pouco com o grupo, seguimos nossa viagem. Demos uma parada na beira do rio para umas fotos.





Seguimos pela Serrinha Alpina, Estrada do Salto II, com uma foto dessa bela casa nessa rua.





E depois subir as Duas Mamas (nome fantasia) ou Serra do Canivete, que vai a 340m. de altitude.
Foto da última curva na descida.





E com a fome batendo, o destino era a Panificadora Flohr lá em Schroeder, local que conheço a uns 7-8 anos. Calorias repostas, contatos mantidos com familiares, o destino final era voltar pelas Duas Mamas, com o objetivo de atingir 4 dígitos de altimetria acumulada, que deu 1.247 metros.  A subida no sentido inverso é mais curta e também mais íngreme.

Antes passagem pela Prefeitura de Schroeder.






Retorno na parte baixa de Joinville pela Estrada Blumenau e pequeno trecho da Rodovia do Arroz. Despedida na Expoville ao Éder, a quem agradeço muito por ser parceiro nas subidas e sempre ficar ao lado para me acompanhar. Cheguei em casa às 15:35h.

Um belo pedal, que indico a quem gosta de alguns morrinhos e não quer se deslocar muito de Joinville.

Km. do dia: 94
Altimetria máxima: 340m.
Track (trajeto): aqui

Vídeo do pedal, de Éder Strutz: ver



Nenhum comentário:

Postar um comentário