quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Viagem realizada com o grupo Odois Expedição e Cicloturismo, em final de janeiro/início de fevereiro de 2015.

Paso Vergara -

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Pedalando em Santa Rosa de Lima/SC 04 a 06/12/2015

Por não ter mais feito novos roteiros (apenas repetido os conhecidos), estou ausente das publicações por um bom tempo.
No final de semana (incluindo sexta-feira), eu e a esposa partimos novamente para Santa Rosa de Lima, aonde ficamos na Pousada Doce Encanto (terceira vez). Como sempre, fomos muito bem recebidos pela Leda, Valnério e seu filho Luiz Roberto.
Sexta-feira à tarde, dia 04 (13:50h.), iniciei o pedal pela Estrada Rio do Meio, com direito a uma mordida de cachorro logo nos 4km. iniciais. Atendido pelos donos, desinfetei o local e segui em frente.




Na sequência, peguei parte da Estrada Rio do Sul.


Na altura da igreja, dobrei à direita no sentido da localidade Rio do Povoamento.



Com algumas subidas pesadas e um pouco de  empurra bike, algumas rajadas de vento bem forte nas descidas, cheguei na estrada que liga Anitápolis a Santa Rosa de Lima (SC-407).


Uma parada na beira do rio Braço do  Norte para o lanche/descanso, aproveitando a beleza do local.


Retorno a pousada às 17:20h., a tempo de pegar o café da tarde,  sempre fechando o pedal com algumas subidas, pois o local fica numa parte alta.

Km. do dia: 35
Altimetria máxima: 559m.
Altimetria mínima: 240m.
Track: aqui
_________________________________________________________________________________

Sábado, dia 05, às 13:45h. eu e o Luiz Roberto (com 11 anos, uma Caloi SK e uma mochila nas costas) iríamos para as localidades de Rio Bravo Alto e Baixo.
Como sabíamos que a tarde ia ser puxada, fomos de carro com as bikes até a praça central, pois no retorno não teríamos que enfrentar os 3 km. finais com algumas subidas.
Com muito calor seguimos pela SC-407, com algumas paradas para hidratação.



Após 8 km. pegamos um desvio à direita por uma área de reflorestamento que nos iria levar até Rio Bravo Alto. Foi um tal de empurra bike e diversas paradas, que consumiu boa parte das nossas energias e fez o tempo passar rápido.





Vencida esta etapa, pegamos algumas boas descidas, aonde o Luiz Roberto se mandava na frente e depois o relevo ficou plano na localidade de Rio Bravo Alto. Passamos pela igreja (Nossa Senhora da Piedade) e seguimos à esquerda, Após uns 1,5km. paramos para um lanche.



Indo para Rio Bravo Baixo, que pertence ao município de Rio Fortuna, o tempo foi escurecendo com prenúncio de chuva para alegria do Luiz Roberto.


Após passarmos a entrada normal para a localidade (à direita), seguimos reto em frente e logo depois a chuva chegou.
Entramos por uma área de reflorestamento novamente, com mais subidas e descidas, aonde passamos no local aonde antigamente moravam os avós paternos do Luiz. Esta informação só foi possível por termos encontrado um senhor no caminho (Sr. Valentim Tenfem). O Luiz Roberto começou a conversar e disse de quem era filho. O Sr. Valentim tinha comprado as terras dos avós quando ele se mudaram muito tempo atrás. Esse foi o rancho que sobrou na propriedade. História para o Luiz contar a seus pais e irmãos.


Passamos na casa da tia do Luiz e logo estavámos no acesso para a a rodovia (SC-108) que liga Rio Fortuna a Santa Rosa de Lima.



Novamente subidas e finalmente chegamos a praça de Santa Rosa, às 18:45h.


Para o Luiz Roberto foi motivo de muito alegria por ter superado toda a altimetria do trajeto (1.025m.) e atingido uma marca recorde de quilometragem.

Km. do dia: 43,27km.
Altimetria máxima: 549m.
Altimetria mínima: 179m.
Track: aqui

_________________________________________________________________________________


Domingo, dia 06, eu o Luiz Roberto, fizemos o trecho da Cachoeira May. Saímos da pousada às 14:45h. e retornamos às 17:00h. Como já conhecíamos a cachoeira passamos direto pela entrada. Pegamos um pouco de chuva (por isso fotos meio borradas).



Atravessamos a ponte no Rio Braço do Norte e fomos até a capela Nova Fátima, retornando pelo asfalto. Um cachorro nos seguiu em parte do caminho.



Para encerrar, pegamos o trecho de terra de 3km. até a pousada.

Km. do dia: 19,48km.
Altimetria máxima: 398m.
Altimetria mínima: 202m.
Track: aqui

Um belo final de semana, num lugar muito agradável, com comida sem agrotóxico e com direito a belas imagens, como esta ao amanhecer.




quarta-feira, 3 de junho de 2015

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Alteração no blog

Tendo a consultoria especializada em assuntos blogísticos dos meus amigos Lulis e Du do Odois,


foram feitas diversas alterações na página, como inserção de foto no página, e-mail de contato entre outros.
Como não tenho conhecimento na área, deixo para os meus amigos fazerem os comentários que acharem necessários para esclarecerem melhor sobre o trabalho realizado.

O que posso afirmar é que ficou mais bonito e veio complementar a mudança feita em 2014.

Aos amigos de várias pedaladas, fica o meu muito obrigado por esta grande ajuda.

sábado, 23 de maio de 2015

Joinville-Estrada da Ilha-Estrada do Pico-Pastel Rio da Prata-Joinville 23/05/2015

O relato de hoje é para voltar a ativa na escrita por aqui e principalmente, para prestar uma singela homenagem a um grupo de pedal de Joinville, Die Fernfharer, popularmente conhecido como os Amarelinhos (em função da cor predominante da roupa) que se reúne a 21 anos, completados ano passado e, que já ultrapassou os 80.000km. pedalados. As saídas são sempre aos sábados bem cedo. Maiores informações do grupo estão nesta reportagem.
Este foi o terceiro pedal que fiz com o pessoal. Numa manhã com bastante neblina, saímos às 06:35h. do prédio da antiga prefeitura de Joinville.


Seguimos pela Estrada da Ilha, Estrada do Oeste e atravessamos a passarela na BR-101 em frente a PRF. No trevo de Pirabeiraba  pegamos a D. Francisca (SC-301), sentido serra. A 3km. acessamos a direita, a Estrada do Pico e paramos na ponte coberta Friederich Piske para uma foto do grupo.




O motivo maior do pedal de hoje era ir até o final da Estrada do Pico chupar tangerina apanhada diretamente do pé, numa propriedade que foi colocada à disposição após contato prévio com o dono.



Após todos se fartarem da fruta, demos a tradicional parada na Pastelaria Rio do Prata. Energias repostas, boa conversa e novamente pé no pedal pela D. Francisca, para o retorno.


Um belo dia para se pedalar na companhia agradável dos Amarelinhos. 
Chegada em casa às 10:35h.

Km. do dia: 64
Altimetria máxima: 149m.
Track: aqui




sábado, 21 de fevereiro de 2015

Camboriú-Estrada da Limeira-Brusque-Camboriú 16/02/2015

Vou iniciar as postagens em 2.015, com um pedal para relembrar o que foi a minha primeira cicloviagem nos idos dos anos 60, quando tinha uns 15 anos. Na época, saímos de Brusque para ir ao Balneário Camboriú (que ainda não era município e fazia parte de Camboriú), seguindo a Estrada da Limeira, com bikes com freios com torpedos contra-pedal.
Fomos num grupo de amigos, que juntos estudávamos no Ginásio São Luiz de Brusque. Partimos num sábado e voltamos no domingo, com muita chuva. Caminho de Itajaí a Brusque era chão.

Passados 50 anos daquele fato, fui de Itapema a Camboriú de carro, e iniciei o pedal às 07:00h., após um café numa padaria da cidade.



Um belo dia de sol, bonitas paisagens em estrada com um pouco de areia e bastante costelas de vaca.

Após a capela N. Sra. do Rosário, começaria um trecho de subidas por um extensão aproximada de 7km., chegando a uns 270m. de altitude.



Trecho de bonitos sítios.



Aproveitando a descida logo cheguei em Brusque, saindo no bairro Santa Terezinha. Breve descanso e após segui pela SC-486 no sentido de Itajaí. Na localidade de Paciência, peguei a estrada que faz parte do roteiro do Circuito de Cicloturismo Costa Verde e Mar e vai sair em Camboriú. Fiz este trajeto em 2.010 (http://odois.org/?100104).

Retorno para almoçar com a família em Itapema, agradecendo por estar com estar saúde e poder relembrar etapas da vida que ficaram marcadas em minha mente.

Km. do dia: 73
Altimetria máxima: 270m.
Track: aqui